boo

sábado, 17 de janeiro de 2009

Guerra em Gaza ou massacre?

A caminhada de terror provocada por Israel prossegue sem parar. Nada nem ninguém conseguem parar a carnificina cometida pelo exército de Israel aos refugiados da faixa de Gaza.
Caminhões da ONU já foram atingidos, mantimentos destruídos, crianças massacradas e nada para a cede sionista de sangue e poder.
Não tem como não tomar as dores de um povo que vem sendo perseguido mesmo antes do Estado de Israel existir. Na TV a impressa comprada insiste em usar o termo guerra em vez de massacre, holocausto, ou um termo mais apropriado a tudo que ali acontece. Eu me pergunto. Que guerra? Quais são os exércitos? Somente existe um exercito, contra uma população que a cada dia vai perdendo sua cultura, seu saber, sua energia e dignidade e tudo acontecendo há anos com o aval do mundo ocidental cristão e com o financiamento do maior país do mundo (por enquanto).
É revoltante ver como a imprensa manipula as noticias e os acontecimentos. Revoltante como há anos aceitamos noticias pela metade e vemos sem perceber a manipulação acontecendo em todos os campos da noticia. Realmente informação é uma arma e na era da informação é a principal arma de domínio dos povos. Até agora já morreram mais de 1000 no lado palestino e apenas alguns do lado de Israel e a mesma imprensa insiste em colocar em pé de igualdade tamanha crueldade. Mais de 300 crianças já morreram e a maioria já esta marcada para sempre com esta invasão, com as condições precárias em que vive e é obrigada a viver desde que seus antepassados foram expulsos de suas terras a base de tiros, estupros e toda forma de crueldade.
Quem tiver olhos pra ver que veja. Por mais que insistem em mostrar Israelita correndo e se escondendo em abrigos contra mísseis caseiros que não fazem quase vitimas nem estragos, não tem como esconder os estragos, a miséria, e os destroços do campo de concentração que é Gaza. Lá não tem onde se esconder e os poucos locais que por convenções seria seguro não são respeitados pelos soldados de Israel.
O mundo inteiro faz manifestações contra este massacre. Na Europa já começaram a surgir perseguições a judeus que lá estão. Meu Deus, o que pode surgir daí? Sabemos que este não é um crime cometido pelos judeus, mas pelo governo sionista de Israel. Não devemos confundir judeus com judeus sionistas, sem esquecer que hoje eles são a maioria e os que detem o poder em Israel.
Deixo aqui meu apresso ao Brasil pelo apoio dado aos palestinos com a ajuda humanitária. Somos sim o povo da fraternidade e devemos muito zelar por isto e também deixo meu desprezo para aquele(s) brasileiro que em uma reportagem mostrou estar em Israel para servir ao exercito do massacre e que em suas palavras se deu pra sentir o desejo de fazer jorrar sangue inocente pelo chão. Chão este que foi um dia tomado do povo que agora é humilhado. Não devo nem chamar esta pessoa de brasileira, mas de israelita ou judeu não, sei, mas não de brasileiro, pois sei que por mais que a imprensa tente colocar pano quente, nós BRASILEIROS de verdade estamos com o povo palestino.

2 comentários:

  1. gOSTO MUITO DE ARTIGO, fORÇA
    PAZ

    ResponderExcluir
  2. Gosto muito de artigo..força
    Paz

    ResponderExcluir